Os gastos feitos em moeda estrangeira nos cartões de crédito internacionais terão seu valor fixado em reais pela taxa de conversão vigente no dia de cada gasto realizado. Dessa forma, o cliente ficará sabendo já no dia seguinte quanto vai desembolsar em reais.

A medida aumenta a previsibilidade para os clientes em relação ao valor a ser pago, evitando o efeito da variação da cotação da moeda estrangeira entre o dia do gasto e o dia de pagamento da fatura.

Fonte: Banco Central do Brasil

Quando falamos em “investidor anjo”, logo podemos associá-los a startups, isto porque esse tipo de investidor busca empresas que possuem um alto potencial de crescimento, mas que ainda está dando seus primeiros passos.

Mas o que é um investidor anjo? É um conceito de fácil compreensão. São profissionais experientes, geralmente empresários ou executivos, que levam seus conhecimentos ao empreendedor visando o crescimento do negócio, além de recursos financeiros e networking. E é justamente por isso que o termo “anjo” é utilizado, pois o investidor não contribui somente no âmbito financeiro. Além disso, de modo geral, um investidor anjo possui uma participação minoritária na empresa e não possui posição executiva, pois atua somente como conselheiro do empreendedor.

Em resumo, estes investidores são profissionais que já tem uma bela bagagem no business world e direcionam seus conhecimentos e uma pequena parte de seu patrimônio para alavancar empresas inovadoras, gerando impacto socioeconômico, como a geração de empregos e renda.