Start Ups – Contrato de Vesting

Quando se trata do novo mundo das start ups, seus idealistas, embora obstinados a ver seu negócio prosperar, adentram um campo incerto e, geralmente, escasso em recursos financeiros. Desde modo, poder contar com grandes talentos para garantir o sucesso de um grande projeto é crucial.
“Vesting” ou “aquisição” é o instrumento contratual que oferece uma futura aquisição de participação societária em um empresa, em geral, de forma progressiva e fracionada, após atendidos os requisitos observados no documento. Vamos esclarecer. Digamos que você tem uma nova empresa no ramo do vestuário e deseja contratar uma grande estilista para desenvolver o design de seus produtos. Então, através de um contrato de vesting, você oferece 10% da participação da empresa a ela, contudo, ela só terá direito a esse valor após um período “x” de permanência na empresa e após desenvolver um produto essencial para crescimento do negócio, dentre outros requisitos que podem ser estabelecidos no contrato, estimulando, assim, o colaborador a focar em seus resultados. Ainda, tal contrato pode ser aplicado aos sócios fundadores, uma vez que nem sempre todos permanecem no projeto, mas quando veem o empreendimento prosperar, buscam uma maneira de “tirarem uma casquinha”. Resumindo, esta modalidade de contrato garante justiça aos envolvidos no negócio, recompensando-os de modo proporcional ao investimento de cada um, além de proteger a empresa de litígios futuros. Ademais, o vesting garante a possibilidade de reter grandes profissionais desinteressados em trabalhar em um negócio com um orçamento ainda limitado, recebendo pouco, pois a oferta de participação na empresa pode ser irrecusável.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *